terça-feira, 12 de julho de 2011

E, havia uma pedra no meio do caminho!

Autor: Roberto das Neves
.
.
O paleolítico foi um período histórico, onde o ser humano fez as suas primeiras descobertas e percebeu entre outras coisas, como usar pedras, para aumentar as suas chances de sobrevivência.


Um período onde o homem aprendeu por meio de erros e acertos, como utilizar a pedra em seu benefício próprio.


Este homem ficou mais conhecido como homem das cavernas, pois os achados arqueológicos mais importantes sobre ele, foram encontrados dentro de cavernas ou falhas superficiais de rochas, que estes homens utilizavam para se abrigar.

Hoje, sabe-se bem mais sobre o assunto de suas moradias, uma vez que, os arqueólogos descobriram que apenas uma pequena parte desses homens, tinha acesso a cavernas, pois a grande maioria delas já era habitada por animais, como por exemplo, grandes ursos, ou, já eram habitadas por outros grupos humanos.

A busca por abrigo desencadeou no homem, a necessidade de obter uma forma criativa para proteger a sua família, e a pedra, que à longa data era utilizada como ferramenta, passou a ter outra utilização.

A pedra foi a primeira ferramenta utilizada pelo homem, inicialmente, ele usou pedras lascadas naturalmente, pois percebeu que as lascas possuíam corte, eram afiadas e com isso, ele poderia mais facilmente, cortar a carne de sua caça e dar forma às peles de animais.

Como não havia um número muito grande de pedras lascadas naturalmente à disposição, e o corte das lascas se desgastava com rapidez, o homem, em sua infinita criatividade, percebeu que ele mesmo poderia dar forma a uma pedra, usando pedras mais resistentes para provocar lascas em pedras menos resistentes.


Foram muitos anos aprimorando essa técnica, e com isso, o homem pôde criar várias ferramentas, como: facas, machados de pedra, pontas de lança, potes e panelas, e, mais tardiamente, pontas de flechas.

Com esse conhecimento sobre pedras, passado de geração à geração ao longo de centenas de anos, o homem percebeu, ao observar montes de pedras acumuladas naturalmente, que poderia tirar proveito desse tipo de formação natural, para criar abrigos.

O homem descobriu que poderia utilizar pedras que tinham dois lados achatados, e criar paredes, e assim, utilizá-las para construir abrigos, uma vez que não existiam muitas cavernas disponíveis.


Os indícios arqueológicos indicam que o homem, começou a montar paredes de pedras achatadas, de forma a montar um cômodo de formato circular, que depois era coberto com folhagens para abrigá-lo do tempo.

Como não haviam pedras achatadas de forma natural em grande número, mais uma vez a criatividade humana se fez presente.

Usando as técnicas centenárias para dar formato a pequenas pedras, o homem aprimorou mais ainda esta técnica e passou a lascar as pedras maiores, para torná-las achatadas em dois lados, e assim, obter o material necessário para construir seus abrigos.


Com o tempo, o homem aprimorou cada vez mais essa técnica e passou a lascar a pedra não somente dos lados de cima e de baixo, mas também, de vários lados, formando blocos mais ou menos retilíneos, dando-lhe não só um aspecto mais estético, mas principalmente, criando um material que poderia ser empilhado mais alto e através de encaixes quase perfeitos, erguer paredes muito mais sólidas e resistentes.

O homem aprendeu a usar a pedra por centenas de anos, até praticamente alcançar a perfeição no manuseio desse material, dando-lhe várias formas e tamanhos, para criar obras que hoje achamos inacreditáveis.

Achamos inacreditáveis, porque não conseguimos perceber e conceber o conceito do acúmulo de conhecimento ao longo de centenas de gerações, que foi necessário para os homens desenvolverem as técnicas para dominar este ofício.


Hoje, olhamos para uma pirâmide e muitos não conseguem acreditar que isso foi obra, pura e simplesmente, do gênio criativo humano e de mais ninguém, mais ninguém!

E, por causa dessa falta de percepção do acumulo de conhecimento por gerações, alguns ignorantes, criam as teorias mais loucas e idiotas, para "explicar", que tais obras não foram feitas pelos homens, mas por extraterrestres, ou então, afirmam com louca convicção que, se não foram erguidas pelos extraterrestres, foram construídas pelos homens, a mando deles.

Parvos idiotas que não acreditam em sua própria capacidade.

Esses mesmos incompetentes, afirmam que estruturas piramidais, são encontradas em todas as civilizações, apontando que isso seria  um indício da visita de extra-terrestres que influenciaram todos esses povos, ou, indício de uma civilização muito antiga, que disseminou esse conhecimento, pois foi ensinada pelos E.T.s a criarem esses tipos de estruturas.

Ora, pergunte para qualquer engenheiro civil  qual é o tipo de construção sólida, construída à partir de pedras, mais fácil de ser construída.

A resposta é: Construções piramidais.

É ridículo afirmar que extra-terrestres, viajaram milhões de anos luz, para ensinar a humanidade a empilhar pedras.

Segundo os defensores da “teoria” dos deuses astronautas, (grafei o teoria, pois não se trata de teoria, mas sim, hipótese), nós não teríamos hoje, a tecnologia necessária para construir uma pirâmide tal qual a de Quéops, que tem 146,60 metros de altura...

Ah, tá, mas, temos tecnologia para construir um prédio de 828 metros de altura em Dubai...

E pergunto eu, por que motivo, teríamos a necessidade de construir uma pirâmide hoje?


Construir uma pirâmide hoje, seria um total gasto de recursos, material e mão de obra, para levantar um projeto que não tem utilidade alguma...

Outra afirmação absurda, é que devemos a invenção da escrita ao alienígenas.

Esses alienígenas deviam então, ser muito burrinhos, para possuir sistemas de escrita tão atrasados e complicados.

Pergunto: Os alienígenas dotados de grande conhecimento cultural e tecnológico, não conseguiram criar um sistema mais lógico, simples e racional de escrita?

E eles não tinham nem mesmo um conceito matemático tão simples, quanto o numeral zero para nos ensinar?

Foi preciso nascer um humano na Índia, por volta do ano 628 d.c., para criar o conceito e o símbolo do Zero.

E, assim caminha a humanidade!

Abaixo, um vídeo com mais de três horas de duração onde todas as "teorias" sobre visitas de aliens são exaustivamente confrontadas e esclarecidas:


Para quem não sabe inglês, abaixo, versão com legendas do filme com mais de 3 horas de duração, detonando as teorias sobre e.t.s nos visitando no passado:

http://www.youtube.com/watch?list=PL-uGNMBPCPls2cLPc1kDi6KgzsNq56xRY&v=gY-gcZxSV4Q&feature=player_embedded